Sacatar SOLO

Este projeto de residência curatorial acontece apenas por convite e ocorre uma vez por ano na sede à beira-mar do Instituto Sacatar em Itaparica.

2016 – Laurie Anderson (EUA)

Misericordia - 2-21-16 - Laurie Anderson 04

“A temporada no Sacatar salvou o meu semestre. Eu tinha planos de fazer coisas demais – o esboço para um livro, uma performance totalmente nova com um violoncelista e um stand up show que eu estava planejando há um tempo. Eu não tinha realmente começado nenhum desses projetos e os prazos estavam se acabando. Por exemplo, eu comecei a dar entrevistas sobre as coisas que eu ainda nem havia escrito. Além disso, eu tinha me prometido, há um bom tempo, aprender um pouco de ukulele. Então todas essas  coisas estavam, digamos, realmente se acumulando. Eu imaginei que de alguma forma eu poderia trabalhar nesses projetos se eu saísse de Nova York por um tempo, ficasse longe das reuniões constantes, e focasse apenas no trabalho. Eu tinha a ideia de realizar todos eles quando eu estivesse no Sacatar, mas no fundo eu suspeitava que este era um plano pouco realista, mas quando cheguei no Sacatar e liguei meu estúdio portátil o trabalho começou a fluir de uma maneira incrível.

Laurie Anderson - Itaparica 02 - Photo by Mitch Loch

E adivinha? O lugar é mágico e super tranquilo. Cavalos soltos vagando na praia, coqueiros balançando ao vento, tudo suave e claro. Tudo isso numa atmosfera de tranquilidade e de energia. A equipe maravilhosa e, claro, os fundadores Taylor e Mitch, que – para minha sorte – aconteceu de estarem lá na mesma época. Foi muito divertido, falamos  sobre todos os tipos de coisas – as eleições primárias nos distantes Estados Unidos, filmes, livros. Nós ainda vimos algumas cerimônias de Candomblé e concertos de música. E o mais mágico de tudo, consegui terminar o esboço do livro e escrever o espetáculo “Cartas para Jack”,  que eu apresentei no Kennedy Center em Washington DC apenas três dias depois que cheguei de volta aos EUA. E também! Consegui nadar um pouco, fazer Tai Chi e até mesmo tocar um pouco ukulele. Melhor do que isso não podia ser. Sou eternamente grata à Sacatar Foundation. Esse tipo de coisas não acontecem por mágica. Pessoas precisam construí-las e fazê-las acontecer. Assim sendo, agradeço a Taylor e Mitch pela construção de um lugar tão extraordinário, aberto e bonito para se pensar e trabalhar.”

LaurieSolobyMitchLoch

Laurie Anderson (EUA 2016) na Festa de Yemanjá em Misericórdia e em Itaparica, Bahia (fotografias de Mitch Loch, 2016)