IemanjaMural2

Nosso Programa de Residência Artística

O Instituto Sacatar oferece tempo livre, espaço e ambiente propício ao desafio criativo de produzir novos trabalhos. Nosso programa oferece:

  • Acomodações individuais em suítes
  • Estúdio individual adequado à disciplina do artista
  • Refeições prontas (exceto nas noites de sábado, aos domingos e feriados)
  • Serviço semanal de lavanderia, limpeza e arrumação dos quartos com troca de toalhas e lençóis
  • Apoio logístico para interagir com a comunidade artística e cultura locais, conforme desejo de cada artista
  • Oportunidade de conviver e colaborar com outros artistas de diversas disciplinas, nacionalidades e faixas etárias
  • Reembolso das passagens aéreas (ida e volta) entre o país do artista residente e Salvador, Brasil

A primeira semana de residência no Sacatar fornece uma visão geral da riqueza cultural da Bahia, através de excursões por toda ilha de Itaparica e à cidade de Salvador. Na segunda semana, a equipe de funcionários trabalha, individualmente, com cada artista  para ajudá-lo a conectar-se, conforme seu interesse, com a cultura local da forma mais interessante para esse artista. Ao final da sessão de residência, os artistas podem participar de uma tarde de estúdio aberto, onde colegas e novos amigos podem ver o trabalho produzido durante as semanas anteriores.

Oportunidades Multi-culturais & Envolvimento Comunitário

A residência no Sacatar desloca profissionais, altamente qualificados, de suas zonas de conforto, trasportando-os para uma comunidade, economicamente precária, tecnicamente limitada e profundamente ligada a tradições ancestrais trazidas da África. Os residentes compartilham esta experiência com outros artistas internacionais de idades, disciplinas e procedências distintas. A comunidade local aproxima-se da arte com disposição, sem medo, nem preconceitos. O povo da Bahia derrete o gelo com o seu calor e desejo de compartilhar o pouco que tem. Estas experiências inspiram os residentes a produzir arte de modo mais simples, com uma comunicação mais direta. O desafio de uma experiência multi-cultural resulta em novos padrões de excelência. Os artistas ao retornarem à sua rotina “normal”, invariavelmente declaram-se profundamente transformados nas suas ações e percepções. Eles voltam para casa com um renovado senso de encantamento com o que fazem, que gera conseqüências imprevisíveis e poderosas que inspirarão seus trabalhos e não raro inspirarão as suas próprias comunidades natais.

Duração do Programa

Nós agendamos de três a quatro sessões de residência todos os anos, com duração típica de oito semanas. As sessões têm datas determinadas para começar e terminar.

Por experiência, concluímos que a duração de oito semanas funciona muito bem para o programa. Após uma semana de orientação, os residentes têm seis semanas para dedicar à  sua produção e uma última semana para empacotar suas coisas. O ritmo da Bahia não é o ritmo de Nova York, Berlim ou Tóquio. Para desenvolver seu trabalho na Bahia, você, naturalmente, assimilará o império do tempo ditado pelas fases das marés e da lua.

Ocasionalmente, o Instituto Sacatar acolhe projetos especiais, que podem ter uma duração menor ou maior que a normal. Estes são projetos coletivos com um foco e uma finalidade específicos, podendo ser iniciativa da Sacatar Foundation ou propostos por organizações parceiras.

Lugar e Cultura

ElevadorLacerda

SALVADOR DA BAHIAFundada há mais de quatrocentos e sessenta anos, Salvador foi a primeira capital do Brasil. Inicialmente construída sobre as escarpas do lado norte da Baía de Todos os Santos, Salvador hoje abriga o maior conjunto arquitetônico renacentista e barroco português da  América Latina, uma herança de sua economia colonial baseada no açúcar e na escravidão. A cidade se expandiu muito além de seu sítio original para abrigar hoje a sua população de cerca de três milhões de habitantes. As classes média e alta habitam prédios de apartamentos em uma série de bairros ao longo das praias da cidade, mas os cidadãos menos favorecidos vivem em casas de alvenaria sem reboco que se acumulam nos muitos morros que formam a topografia da cidade. Todos os cidadãos de Salvador compartilham, no entanto, de uma cultura rica, o produto da fusão de tradições nativas, européias e africanas, com uma culinária local única e uma herança musical diversificada, que continua a evoluir para o reconhecimento internacional. A religião Afro-brasileira, o Candomblé, permeia vários aspectos da vida diária dos habitantes. Quilômetros de belas praias contribuem para tornar Salvador o principal destino turístico para os turistas brasileiros.

ItaparicaMarina

A ILHA DE ITAPARICA – A Ilha de Itaparica tem o formato de lua crescente, mede trinta e seis quilômetros de extensão e está localizada na Baía de Todos os Santos. Até à introdução do sistema de ferryboats por volta de 1974, apenas aldeias de pescadores isoladas povoavam as suas praias de areia branca e infinitos coqueirais. Agora casas de veraneio ocupam os trechos de praia entre as vilas de pescadores. O interior da ilha continua basicamente desabitado, assim também como o lado da ilha onde a praia dá lugar a manguezais.

A população da ilha, que compreende cerca de 50.000 residentes fixos, é extremamente cíclica; a população se multiplica durante os meses do verão, de novembro a fevereiro. Além do ferry para os carros, há lanchas que transportam pessoas entre Salvador e a ilha. Ainda não existe ponte que a ligue a Salvador.

Solange Lima 01

A CIDADE DE ITAPARICAA fundação da histórica cidade de Itaparica, localizada no extremo norte da ilha, data do século 16. Seu centro histórico tem igrejas e residências dos séculos 17 ao 20. Por muitos anos Itaparica foi o balneário preferido da burguesia soteropolitana. Muitas das famílias mais conhecidas de Salvador ainda têm casas lá; mas desde que novas estradas ligaram a capital às praias anteriormente inacessíveis do litoral norte do estado, muitas pessoas agora procuram diversão em outros lugares. Itaparica, com todos os seus encantos, está atualmente semi-esquecida.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O INSTITUTO SACATARUma caminhada de dez a quinze minutos desde o centro de Itaparica conduz ao Instituto Sacatar. Situado no meio de uma propriedade de 9.000m² o prédio principal tem um pátio central, cercado por uma biblioteca, confortáveis salas de estar e jantar, uma cozinha considerável e cinco suítes. Generosas varandas circundam a casa. O local é completamente bucólico; pequenos macacos ainda vivem nas árvores circunvizinhas. Uma estreita faixa de restinga e uma pequena mancha de manguezal separam a propriedade de uma praia de fina areia branca e águas mansas.